PÂMELA E O JUDICIÁRIO – Um caso típico do quanto a Justiça é cega mas a  injustiça podemos ver - Helder Moura

A maior causa de todas as injustiças ocorridas na academia, na ciência em geral, empresas, famílias, igrejas, tribunais e políticas é , na nossa opinião, o se valer de regras independente do espírito das regras . Os sistemas de bolsa , de incentivo a pesquisa, os manuais, as burocracias, as culturas internas que se fossilizaram em cada departamento, interpretações egoístas de leis, elaborações egoístas ou obtusas de leis, quando tomadas como se fossem princípios ou como se fossem soberanos, carregam consigo uma infinidade de injustiças, e precedem como já comentamos aqui um multidão de atrasos , sofrimento, pobreza e tristeza.

Somente um homem guiado pelo espírito da ética e da justiça pode praticar ou discernir bem o que é justo e advogar em torno disso.

Por isto o apóstolo Paulo chama o ministério de leis do velho testamento de lição, de aio, de tutor provisório, até que Jesus (pelo seu Espírito Santo) nos guiasse diretamente; isto é a nova aliança de 2 Coríntios 3 .

O homem em geral está alienado de um espírito bondoso e justo, no máximo, ele está adestrado a regras sócio educacionais civilizatórias que digamos, moderam-no para que ande sob um patamá relativo e deficiente de justiça. Ele precisa de inspiração, precisa de uma força maior que seu egoísmo natural determina; esta força se encontra em Deus quando o homem se religa a ele pela fé, despertada quando este se apaixona por seu Pai Eterno.

Um homem ou mulher assim apaixonado, tem a força necessária para se praticar a justiça. Não deve ser apaixonado por coisas que apenas se parecem com Deus como Bíblia, Igreja, doutrinas; estas coisas boas, se idolatradas podem até torná-lo filho do inferno 7 vezes pior; e se seguirá em seu rastro toda sorte de destruição.

2 Coríntios 3

1 Porventura começamos outra vez a louvar-nos a nós mesmos? Ou necessitamos, como alguns, de cartas de recomendação para vós, ou de recomendação de vós?

2 Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens.

3 Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.

4 E é por Cristo que temos tal confiança em Deus;

5 Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus,

6 O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica.

7 E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória,

8 Como não será de maior glória o ministério do Espírito?

9 Porque, se o ministério da condenação foi glorioso, muito mais excederá em glória o ministério da justiça.

10 Porque também o que foi glorificado nesta parte não foi glorificado, por causa desta excelente glória.

11 Porque, se o que era transitório foi para glória, muito mais é em glória o que permanece.

12 Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar.

13 E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua face, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório.

14 Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;

15 E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.

16 Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará.

17 Ora, o Senhor é o Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.

18 Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.”

Mas justamente muitas igrejas cristãs onde isto deveria estar sendo praticado, se pautam por manuais e regrismos muitas vezes injustos. Vejamos o caso por exemplo da Igreja Adventista que sofre tanto porque faz parte da sua mentalidade ser mais racionalista e obediente a regras que seguir a voz de Deus; desta forma Deus não a guia mas regras manuais e sistemas …

Mas se todos fossem irmãos e não houvessem lideranças (condenadas por Jesus) e Jesus pelo Espírito Santo a guiasse, imaginem a abundância de justiças que demonstrariam ter ; Imagine o tanto de injustiças e sofrimentos que não aconteceriam de forma tão [1]recorrente e [2]repetitiva ? Quando calculamos os sofrimentos que uma igreja poderosa gera ao não ser guiada pelo Espírito Santo , ao não viver a nova aliança da guia do Espírito, competimos com a ICAR da idade média e o Talibã atual.

https://posgenomica.wordpress.com/2021/08/28/qual-a-maior-causa-de-todas-as-injusticas-ocorridas-nas-empresas-familias-igrejas-tribunais-e-politicas/?preview_id=10368&preview_nonce=965c5684e7&preview=true